Trajetória das quatro edições realizadas

O I Congresso Nacional de Avaliação em Educação - I CONAVE, realizado no período de 07 a 09 de outubro de 2010, em Bauru/SP, foi uma parceria entre o Centro de Educação Continuada em Educação Matemática, Científica e Ambiental - CECEMCA/PROEX/ Faculdade de Ciências/UNESP - Campus de Bauru e a Diretoria de Avaliação da Educação Básica - DAEB/INEP com apoio da Associação Brasileira de Avaliação Educacional - ABAVE e da VUNESP.

A realização do congresso era uma das atividades previstas no convênio estabelecido entre a Pró-reitora de Extensão, PROEX/UNESP, e a DAEB/INEP com a finalidade de elaborar fundamentação teórica e metodológica em instrumentos de medidas dos níveis de alfabetização/letramento na área de Matemática (Provinha Brasil). O tema escolhido para a primeira edição do CONAVE foi: Indicadores e metas da Provinha Brasil.

Os principais objetivos do congresso foram:

♦ Colaborar com a discussão sobre a avaliação educacional em larga escala, principalmente no que diz respeito à avaliação das habilidades básicas de matemática e linguagem desenvolvidas pelas crianças com um ano de escolaridade – nível fundamental;

♦ Realizar reflexões sobre fundamentação teórica e metodológica utilizadas na construção e aplicação de instrumentos de avaliação em larga escala no âmbito da alfabetização/letramento em Matemática e Linguagem;

♦ Analisar e divulgar a professores e gestores das escolas de educação básica alguns resultados provenientes da Provinha Brasil;

♦ Realizar intercâmbios de conhecimentos e pesquisas nas áreas da avaliação educacional em larga escala em Matemática, Linguagem e formação de professores que ensinam matemática e linguagem;

♦ Colaborar com a formação dos docentes e alunos de graduação e de pós-graduação acerca da avaliação educacional em larga escala.



A 1ª edição teve como participantes, além dos professores e alunos de diversas universidades interessados no tema, dirigentes e técnicos do INEP; representantes da Secretária de Estado da Educação de São Paulo; representantes da Secretária de Educação do Município de Bauru, dirigentes e técnicos da Vunesp; dirigentes e técnicos de outros centros de avaliação; secretários e/ou representantes dos estados: Pará, Roraima, Acre, Rio Grande do Norte, Maranhão, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina e Distrito Federal.

Considerando o sucesso desse evento e as manifestações de pessoas envolvidas com avaliação em larga escala sobre a importância de um evento desta natureza ser realizado por uma Universidade Pública da qualidade da UNESP, o II CONAVE foi realizado em Bauru, no período de 24 a 26 de setembro de 2012, tendo como tema: Avaliação externa e gestão educacional.

Os principais objetivos do congresso foram:

♦ Promover a discussão sobre a avaliação educacional em larga escala: pressupostos teóricos e metodológicos;

♦ Promover a divulgação e análise dos resultados das avaliações em larga escala;

♦ Promover um maior entendimento das secretarias de educação, unidades escolares e professores quanto às particularidades das avaliações em larga escala;

♦ Estimular a utilização dos resultados das avaliações em larga escala pelos professores, unidades escolares e secretarias de educação no processo da gestão educacional.



O III Congresso Nacional de Avaliação em Educação – III CONAVE, ocorrido no período de 22 a 24 de setembro de 2014, em Bauru/SP, foi uma realização do Centro de Educação Continuada em Educação Matemática, Científica e Ambiental – CECEMCA - da Faculdade de Ciências da UNESP – Campus de Bauru/SP, em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Educação da PUC – Campinas/SP.

Dando continuidade às discussões levantadas em 2010 e 2012, na terceira edição do evento o tema escolhido foi: “Avaliação de Sistema e Avaliação Escolar: aproximações necessárias”. Considerando a importância desse tema para todos os educadores do nosso país, o III CONAVE, promovido pelo CECEMCA/UNESP/Bauru contou com a parceria do Programa de Pós-Graduação em Educação/PUC/Campinas.

O tema do III CONAVE surgiu da necessidade relevante de promover um maior entendimento das secretarias de educação, unidades escolares e professores quanto às particularidades das avaliações em larga escala, estimulando a reflexão crítica sobre essas avaliações e fomentando a utilização dos resultados no processo de avaliação escolar e da gestão educacional.

Sendo assim, os objetivos do III CONAVE foram:

♦ Discutir a dimensão pedagógica dos resultados das avaliações educacionais de larga escala para a Educação Básica;

♦ Realizar reflexões sobre a devolutiva das avaliações educacionais de larga escala aos professores, às unidades escolares e às secretarias de educação visando ao processo da avaliação dos alunos;

♦ Estimular a utilização dos resultados das Avaliações de Larga Escala pelos professores, unidades escolares e secretarias de educação no processo da gestão educacional;

♦ Contribuir com a formação dos professores e alunos de graduação e de pós-graduação acerca da avaliação educacional em larga escala;

♦ Realizar intercâmbios de conhecimentos e pesquisas nas áreas da avaliação educacional de larga escala e formação de professores da Educação Básica.



De maneira geral, a programação do CONAVE conta com conferências, mesas-redondas, apresentação de trabalhos nas modalidades pôster e comunicação oral, lançamento de livros, atividades culturais e oficinas/minicursos e tem como participantes alunos de graduação, pós-graduação, pesquisadores, professores e gestores da Educação Básica. Em outras edições do CONAVE houve apoio de instituições importantes na área da avaliação, tais como ABAVE (Associação Brasileira de Avaliação em Educação), INEP, VUNESP e Fundação Carlos Chagas.

Destaca-se que o CONAVE iniciou suas atividades enfocando a Provinha Brasil nas áreas de Linguagem e de Matemática. Entretanto, as edições que se sucederam começaram a abordar a avaliação em contexto mais amplo. Como as avaliações em larga escala (bem como as avalições diagnósticas processadas nas escolas) em nosso país tem se concentrado nas áreas de Linguagem e de matemática, em todos os eventos destinamos um eixo específico para essas duas áreas.

A IV edição do Congresso Nacional de Avaliação em Educação, IV CONAVE, foi realizada no período de 24 a 26 de outubro de 2016, no Obeid Plaza Hotel, em Bauru – SP.

Os temas abordados em cada edição do evento representaram o momento vivenciado na área da avaliação, no contexto nacional. Desta forma, como estávamos passando por momentos de discussões sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), tornou-se necessário discutirmos as relações entre a avaliação e os currículos, principalmente a BNCC. Assim, o tema do IV CONAVE foi: Avaliação e Currículo: relações e especificidades.

Os principais objetivos do congresso foram:

♦ Promover a discussão sobre a avaliação educacional: pressupostos teóricos e metodológicos e as suas articulações com o currículo da Educação Básica;

♦ Promover a divulgação e análise dos resultados das avaliações em larga escala e institucionais;

♦ Promover um maior entendimento das secretarias de educação, unidades escolares e professores quanto às particularidades das avaliações;

♦ Estimular a utilização dos resultados das avaliações pelos professores, unidades escolares e secretarias de educação no processo da gestão educacional.



A busca por parcerias e apoio foi bastante intensa e os resultados foram satisfatórios, superando as nossas expectativas. O evento contou com o apoio do INEP, CAEd (Centro de Avaliação Educacional da UFJF), Fundação Carlos Chagas, ABAVE (Associação Brasileira de Avaliação Educacional), MSTEC, Avalia Educacional, Fundação CESGRANRIO, ANPED, Facab (Faculdade Casa Branca), Prefeitura de Florianópolis, ANPAE (Associação Nacional de Política e Administração da Educação). O apoio dessas instituições mostra a relevância e a importância que o evento tem no âmbito da Avaliação em Educação.

Os resultados foram positivos. Foram recebidos 220 trabalhos, um aumento de 188%, em relação ao III CONAVE, realizado em 2014. Foram aceitos 174 trabalhos para publicação e apresentação. Cada trabalho foi avaliado por dois pareceristas. Caso houvesse empate, o artigo era submetido a um terceiro parecerista.

O aumento significativo de artigos submetidos e a participação de pesquisadores, professores e gestores da Educação Básica e alunos de graduação e de pós-graduação de quase todos os Estados brasileiros, confirmam o status do CONAVE como evento Nacional, e a consolidação e a importância do evento na área da Avaliação. Além disso, as interações entre pesquisadores e professores e gestores da Educação Básica foram produtivas, mostrando caminhos e descaminhos da avaliação em nosso país.

FALE CONOSCO